sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Meus convites - Modelo

Oi pessoal!

Demorei, mas voltei! Primeiramente quero agradecer pelos e-mails carinhosos que venho recebendo! Fico muito feliz sabendo que estou ajudando alguém com o blog. É essa a intenção! Meu noivo volta pro Rio de Janeiro essa semana, para a última etapa da faculdade (ele se forma no final do ano em Pintura, pela EBA - Escola de Belas Artes - da UFRJ), e terei mais tempo livre para postar.

Hoje então, como prometido, divulgarei o modelos dos convites do meu casamento. Meu noivo fez, utilizando o programa Corel Draw, e fez os desenhos à mão, escaneando e utilizando-a depois no mesmo. Vamos às fotos e depois explico o passo-a-passo e os custos. Todas as imagem podem ser vistas em tamanho maior, basta clicar nelas.



Convite aberto.


Close do texto.

Convite pronto.


Bom, fazê-los foi relativamente fácil. Até porque quem fez a criação foi meu noivo, rs... Adorei a idéia dele para o convite, com aquelas aberturas que mostram os nomes dos noivos e desenho, e outro, com a data e local. Amei!

Como fiz?

  • Utilizei papel Pérsico branco - Antes de decidir pelo papel a usar, escolha uns 3 ou 4 favoritos, compre uma ou duas folhas de cada e teste na sua impressora (se você pretende imprimi-los com ela), pois algumas impressoras borram, dependendo do papel. Comprei 2 pacotes fechados, com 50 folhas cada, por R$14,00/cada, sendo o custo total do papel R$28,00. Portanto, o custo com papel saiu por R$0,28 por convite.
  • Imprimi com minha própria impressora - As tintas estavam acabando, e foi bom, pois precisei comprar cartuchos novos e então, o preço saiu "redondinho". A dica para isso: recarregue seus cartuchos, o custo cairá para menos da metade. Recarreguei o cartucho preto por R$14,00 e o colorido por R$16,00. Usei praticamente toda a tinta preta, imprimi com isso 100 convites. A tinta colorida não sei quanto usei, mas creio que, com esse modelo, um cartucho deve imprimir mais de 400, pois apenas o nome dos noivos está em vermelho. Portanto, gastei R$30,00 com tinta e isso deu um total de (mais ou menos) R$0,03 por convite.
  • Recortei - Eu mesma recortei os cantos arredondados com tesoura comum (mas boa) e isso saiu de graça, rs...
  • Fechei com laço - Para o laço, utilizei 60m de fita vermelha. O preço vai variar de onde você compra, da largura e tipo da fita. Usei fita de tecido e comprei aqui em Palmeira mesmo, o que acabou sendo um assalto, já que paguei R$6,00 por cada peça de 10m, enquanto em Santo Angelo, a mesma peça custou R$3,00 (comprei mais para o convite dos padrinhos). Portanto, foi o item com o qual mais gastei: R$0,60. Se tivesse comprado em Santo Angelo, o custo teria caído pela metade.
  • Utilizei cartõezinhos R.S.V.P. - Prendi os cartõezinhos de R.S.V.P (nesse convite fica melhor afixar um cartãozinho no cantinho) com mini-clipes douradinhos. Paguei R$2,60 por uma caixinha com 100. O que trouxe um custo de R$0,02 por convite.
DICAS:

  1. Devido ao modelo do convite ter laço, não há necessidade de se pôr em envelope, senão perde-se o sentido das aberturas arredondadas. Mas, para convidados que morem em outra cidade, use um envelope colorido com uma das cores de sua decoração. Os envelopes custam, em média R$0,40.
  2. Você pode mudar as cores da fita e do nome dos noivosde acordo com as cores de sua decoração.
  3. Também há a idéia de se pôr pingentezinhos ou apliques coloridos no laço, mas a intenção mesmo é que ele possa ser desamarrado.
  4. Prenda a fita atrás com um pinguinho de cola comum.

Portanto, vamos ao orçamento dos convites, por unidade, simples assim:

  • Papel R$ 0,28
  • Tinta R$ 0,03
  • Fita - R$ 0,30 (utilizei o preço de Santo Angelo, pois com essa dica, vc vai procurar mais, né?
  • Mini-clipes - R$ 0,02
TOTAL - R$ 0,63 por convite.


Por isso digo: vale muuuito a pena fazer os próprios convites. É só escolher um modelo bacana, inovador e que caiba no seu bolso!

Em breve vou postar aqui um modelo igual à esse, para que, quem quiser, possa baixar e customizar seu convite, caso goste da idéiam ok?

Beijos gente!


domingo, 16 de agosto de 2009

Sonhos de uma noiva...

E eu acho que toda noiva tem períodos de desespero silencioso antes do casamento. O meu desespero silencioso, aquela coisinha de quem não quer admitir que mesmo ainda faltando 4 meses para o casamento, está nervosa já, me rendeu um sonho medonho. Medonho e engraçado até, mas quando tudo dá errado é no mínimo medonho. Um sonho em duas partes. Ou melhor, dois sonhos.

O primeiro, pode ser resumido. Haviam dois casamentos num dado final de semana, um meu e um de outra pessoa. Ninguém apareceu do meu, esqueceram totalmente e, no outro dia, eu via todos os meus amigos se arrumando para o casamento dessa outra pessoa.

O outro sonho, esse sim, medonho. Fui cortar e tonalizar o cabelo para o grande dia. O "ser" cortou meu cabelo curto, um corte horroroso igual ao de uma tia minha velha e feia e pintou de um preto horroroso. Ao olhar no espelho, chorei desesperada com o resultado medonho e irreversível. No dia do casamento, estou eu esperando a mulher que vai fazer cabelo e maquiagem e... ela não aparece. E eu não tinha nada de maquiagem. Arrumei, vejam bem, uma PIRANHA e prendi o cabelo num meio rabo de cavalo, pra ficar "menos ruim". Descendo para a igreja, de véu, grinalda e buquê em mãos, vejo dois caras rendendo os convidados num assalto. Vou lá, xingo uns convidados fujões por não terem feito nada e dou uma surra nos dois. Muito heróico, não? Mas nessa perdi meu buquê e véu, e meu noivo ficou P da vida comigo. A cerimônia iniciou, meu pai entrou com minha mãe e me esqueceu. Fui subindo com os pajens, que deram uma volta em toda a igreja antes de entrar, sujando a barra do vestido. Nada de marcha nupcial, as músicas todas trocadas, um horror! Chegando no altar, quem me espera é um amigo, porque o noivo ficou muito bravo e disse pra ele me substituir, que o noivo ia esperar na recepção! Ok, me vejo então na recepção, meus convidados não quiseram vir, e tem um monte de furão, quase só furões na festa, enchendo a pança... A decoração! Horrorosa, cheia de rendas e babados medonhos, com enormes laços laranja! E o menu? Paçoca, amendoim e mandolateee!

Um sonho desses é pra matar, não é? Que desespero gente, que desespero!

Se alguém sonhou algo mais ridículo, envie para denny_dahmer@hotmail.com para ser publicado!

Bjs.

FUIZ...

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Casamento no civil

Calma, o post com os convites já vem! Hehehehe.. Esqueci de levar minha digital nas férias, e perdi de tirar muitas fotos de tudo, então nesse final de semana fotografarei e agora sim, postarei, rs...

Hoje vou falar do casamento no civil, pois fui ao Cartório de Registro Civil da minha cidade a fim de ver sobre a papelaiada. O processo é bem simples, mas é necessário ter cuidado com os prazos. Vamos lá.

Você vai precisar de:
  • Certidão de nascimento atualizada dos noivos. Vejam bem, essa certidão tem um prazo de validade, que é de 60 dias. Ou seja, deixe para pedi-la uns dias antes de entrar com o pedido de casamento. Se pedir, e passarem os 60 dias, você terá de refazer o pedido.
  • 2 testemunhas, munidas do RG. Essas pessoas não podem ter nenhum grau de parentesco e, obviamente, devem ser maiores de idade.
  • Data de nascimento dos pais.
O prazo máximo de antecedência para dar entrada com o pedido de casamento no civil é de 87 dias (não entendi o porque de um número não arredondado, mas vou fornecer as informações, tais como recebi) e o mínimo é de 30 dias antes da data.

Há duas taxas, de acordo com o tipo de comunhão de bens escolhida, que são:
  • Comunhão parcial de bens - R$134,00
  • Comunhão universal de bens - R$174,00

Eu juro que pensei que seriam necessários mais papéis, mas pelo visto será bem tranquilo. Você também pode optar pela cerimônia civil e religiosa em dias separados, ou pelo casamento civil com efeito religioso, sobre o qual vocês terão mais informações AQUI. No meu caso será o civil e depois o religioso, por conta da burocracia que pode parecer pequena, mas eu sinceramente estou a fim de me poupar do serviço.

No nosso caso há um BIG problema: o meu noivo estará no seu semestre final no Rio de Janeiro, na época em que teremos que dar entrada nos papéis para o casamento. Perguntamos se haveria a possibilidade de se encaminhar a papelaiada com alguém o representando através de uma procuração, mas o pedido foi negado, portanto, segundo o cartório daqui, não há essa possibilidade. Isso é uma droga. Porque?

  1. Com as passagens de ida e volta dele do Rio para Santo Angelo, onde pedirá a certidão de nascimento atualizada e de lá pra cá, e as respectivas voltas e alimentação, nosso gasto não baixará de R$600,00.
  2. A viajem leva em torno de 30 horas, ou seja, 60 horas de ida e volta, num curto espaço de tempo, para que ele não perca as aulas finais, que são as mais importantes. E isso falando de ônibus, pois não há vôos para cá e as cidades ficam distantes da capital para tentar vôo até lá e de lá para cá, acabaria dando quase a mesma "carga horária" de viajem. Sem contar no custo duplicado.
Pois é meu povo, a coisa se complicou para nós e, por fim, a igreja não realiza a cerimônia sem antes ter o casamento civil feito.

Enfim, planeje-se bem, para não serem atropelados pelas notícias de última hora.

Beijos!